AS PESSOAS OLHAM VOCE VENDE
Auxílio emergencial

Auxílio emergencial deve ser estendido em mais duas parcelas de R$ 300

À princípio, o valor seria pago em três parcelas de R$ 600, ou R$ 1.200, para mães solteiras, até junho. No entanto, por conta do agravamento da pandemia e da crise econômica provocada por ela, parcelas extras do auxílio estão sendo discutidas

04/06/2020 15h43
Por: Ananias Araujo
415

[15:48, 04/06/2020] Profissional Studio Publi: O governo irá propor ao Congresso que um valor adicional de R$ 600 seja pago às pessoas que já tem direito ao auxílio emergencial. Segundo informações da coluna da jornalista Ana Flor, comentarista do GloboNews, o presidente Jair Bolsonaro (sem partido) quer que o valor seja dividido em duas parcelas de R$ 300.
[15:49, 04/06/2020] Profissional Studio Publi: O auxílio emergencial foi criado em abril como forma de assistir trabalhadores informais que acabaram ficando sem renda por conta da pandemia do novo coronavírus. À princípio, o valor seria pago em três parcelas de R$ 600, ou R$ 1.200, para mães solteiras, até junho. No entanto, por conta do agravamento da pandemia e da crise econômica provocada por ela, parcelas extras do auxílio estão sendo discutidas. 
A equipe econômica do governo tinha a ideia de dispor do valor de R$ 600 dividido em três parcelas de R$ 200, mas, segundo fonte próxima de Bolsonaro, ele teria achado o valor de R$ 200 baixo, propondo que a parcela do auxílio fosse dividida então, em apenas duas vezes de R$ 300.