RADIO POP-UP 580 X 400
RADIO
ceramica 3 irmãos 728 x 90
Final

Em jogo nervoso e com direito a lei do ex, Bayern conquista o sexto título de Liga dos Campeões da sua história

Final

23/08/2020 19h02Atualizado há 1 mês
Por: Direto da redação
Fonte: Lance

 A festa é bávara e o Bayern de Munique é o campeão da Liga dos Campeões após vencer o Paris Saint-Germain por 1 a 0 no Estádio da Luz. Com direito a lei do ex, Coman foi o autor do gol do título após receber um lindo cruzamento de Kimmich em um jogo marcado pelo nervosismo, grandes defesas de Neuer e a consagração do 6º título da equipe alemã em sua história.

INÍCIO QUENTE

 Apesar da marcação alta e da pressão no início da partida, o PSG foi o time que teve as melhores oportunidades na partida. Neymar teve a primeira grande chance ao receber passe de Mbappé, mas parou em grande defesa de Neuer. A resposta do Bayern veio no ataque seguinte quando Lewandowski recebeu a bola dentro da área, girou, chutou mascado e só não abriu o marcador porque a bola bateu na trave de forma suave.

PSG MELHORDepois do duelo esquentar, Di María teve chance ao receber passe de Ander Herrera na área, mas finalizou para fora com a perna direita. A situação para os bávaros parecia complicada quando Boateng teve que sair contundido no minuto seguinte. No entanto, o camisa nove do Bayern foi acionado mais uma vez e deu trabalho para Navas em uma cabeçada entre Thiago Silva e Kimpembe. Mas a melhor chance da primeira etapa esteve nos pés de Mbappé que recebeu uma bola próximo da pequena área aos 45 minutos e praticamente recuou para o goleiro alemão.

LEI DO EXUm dos jogadores mais acionados no primeiro tempo, Coman conseguiu abrir o placar em um segundo tempo que começou com muito tumulto, confusão e cartões amarelos. Mas aos 14 minutos, após cruzamento perfeito de Kimmich, o francês, livre de marcação, empurrou de cabeça para o fundo das redes sem chances para Navas. O camisa 29 teve outra oportunidade em jogada parecida, mas Thiago Silva foi responsável por cortar a finalização.

TENTOU, MAS NÃO DEU​Apesar do placar adverso, o PSG não desistiu de buscar o seu primeiro título de Champions. Aos 24 minutos da segunda etapa, Marquinhos, autor de gols nos jogos contra a Atalanta e RB Leipzig, recebey bola de Di María, mas parou em Neuer. Neymar, que esteve apagado em grande parte do confronto, também tentou finalizar e quase empatou o placar no final da partida. A equipe francesa deve seguir buscando escrever sua história no principal torneio europeu, mas a festa deste ano é bávara.

Siga-nos nas redes sociais 

  Instagram: portal Cabeceiras em foco

  nossa página no Facebbok:  Cabeceiras em foco

 

Canal no You Tube: Portal Cabeceiras em foco

 

RÁDIO CABECEIRAS EM FOCO:  http://radiocabeceirasemfoco.com/